quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

FELIZ ANO NOVO


O ano que se finda deixa-nos lembranças de milhares de coisas e fatos que aconteceram , as coisas boas parece não fica gravado por muito tempo , mas aquilo que se tornou um pesadelo certamente está gravado na memória .E se pensarmos bem veremos que a ingratidão faz parte de nossa natureza pois aquilo que foi proporcionado a nós e que favoreceu-nos nas muitas vezes não percebemos e pensamos que foi pura obra do acaso . Mas a palavra de Deus diz que nunca estamos sozinhos , há anjos do altíssimo ao nosso redor e que dá ordens a seus anjos a nosso respeito. Será que aquele acidente que não aconteceu não tinha que acontecer ? ou foi a proteção sobrenatural que esteve ali ? Aquela doença que o médico disse não ter cura e em uma nova consulta e diagnóstico o médico diz não saber o que aconteceu a doença não estava mais lá !!! Aquela viajem programada e derrepente tudo dá errado você não consegue viajar e o ônibus , avião ou automóvel que iria utilizar é envolvido em um acidente mas você não estava lá !!!
E quando ouve uma necessidade , a falta do suprimento e alguém chega e diz: "estava em minha casa e desejei trazer essas coisas para você", e se você é cristão com certeza já viveu isto alguma vez na vida . Mas é evidente que é mais difícil lembrarmos ou mesmo reconhecer que tudo vem de Deus e Ele sempre quer o melhor e tem os melhores pensamentos a respeito daqueles que são Dele (Jeremias 29:11) - " Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais". Mas afinal o que nos faz viver bem e feliz ? O cristão certamente dirá que é o fato de não ser desse mundo e ter a convicção que o apóstolo Pedro tinha "(I Pedro 2:9) - Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;" e então creio que o ano por vir trará muitas coisas boas e às vezes seremos surpreendidos por situações tristes e constrangedoras também, mas aquele que está em Cristo se manterá de forma temperante sabendo que o poder de seu Deus não se limita a esfera física , humana , material e que qualquer ato permissivo de Deus será o melhor . O desejo do nosso coração é que tenhamos um ano de muita paz. Mas não importa como seja, segure sempre na mão do Mestre . Pr Isaias Gomes .

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Começa hoje o projeto (NATAL COM JESUS)



A PARTIR DE HOJE AS 19:00 TEM INÍCIO O PROJETO NATAL COM JESUS ONDE SERÁ EXIBIDO NAS RUAS O FILME JESUS EM TELÃO , UM PROJETO QUE VIABILIZA O CONHECIMENTO DA VERDADEIRA HISTÓRIA DO NATAL .

LOCAIS : HOJE 15/12 RUA GEN MARCONDES SALGADO - VILA CASCATINHA - PRÓX AO CANAL
17/12 RUA HERONILDES H.M. PIMENTEL - CATIAPOÃ - PRÓX AO CANAL
SÁBADO 20/12 RUA ALBERICO ROBILARD MARIGNY - MURO DO QUARTEL - BAIRRO CASCATINHA

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Evangeliza Brasil



A AMME é a missão que ajuda as igrejas evangélicas brasileiras a cumprir sua tarefa de evangelizar todo mundo. Pacificadores é o nome que os alunos da (EIE) Escola Intensiva de Evangelização da AMME usam quando saem às ruas. A questão da violência tem sido cada vez mais o grande desafio da sociedade, nós respondemos a isso anunciando o Evangelho a partir do tema “paz”.

No próximo ano, as estratégias que serão usadas na cidade de Santos - SP serão principalmente das áreas de artes e esportes. Para isso, a AMME tem uma parceria com a Coalisão Brasileira de Ministérios Esportivos. Trabalharemos também com a estratégia mundialmente conhecida como “Kids Games”. A mensagem que levaremos vai trabalhar a questão do amor e da paz. “Sem amor verdadeiro não tem paz”.

A inscrição de R$ 290,00 cobre alimentação e hospedagem por 15 dias, material didático, camiseta, mochila e todo o material evangelístico. Faça como dezenas de jovens de vários estádos venha para “Pacificadores”. Faça logo sua incrição. Ligue 0800 121 911 ou preencha o formulário de pré-inscrição abaixo.

Para saber como foi a campanha de 2008, visite o site blog.pacificadores.org

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

IGREJA SE MOBILIZA EM FAVOR DE DESABRIGADOS

Igreja faz apelo em favor dos atingidos pelas chuvas em Santa Catarina

Palavra do Presidente

IGREJAS DE SANTA CATARINA NECESSITAM
DE AJUDA URGENTE DAS RENOVADAS
DO BRASIL E EXTERIOR

A Diretoria Executiva da IPRB solicita o apoio dos pastores, pastores auxiliares e lideranças em geral das Igrejas Presbiterianas Renovadas do Brasil e exterior, no sentido de que sejam solidários aos irmãos das Igrejas Renovadas do Estado de Santana Catarina, principalmente de Itajaí e Blumenau, que tiveram suas casas e pertences (móveis) totalmente destruídos pelas fortes chuvas nesses últimos dias.

Diante da calamidade que os nossos irmãos estão passando, pedimos que as igrejas levantem ofertas e façam o encaminhamento, urgente, para as referidas igrejas, depositando os valores na conta corrente 20474-9, Agência 2151-2, Bradesco, IPR de Itajaí, SC. Poderão, também, ser depositadas ofertas voluntárias. Desde já, a Diretoria agradece a todos que se sensibilizarem e participarem deste desafio cristão.

O Pr. Eliã Marcos Caetano, de Pinhais, na Grande Curitiba, está nomeado para manter contato com as igrejas renovadas a fim de intermediar e agilizar o processo de arrecadação de doações e ofertas, para atender às vítimas dessa catástrofe ambiental. Contatos: (42) 3033-7712 e 9649-2212. E-mail: pr.emc12@hotmail.com

Pr. Advanir Alves Ferreira


Pastor Marcos Eliã Caetano, presidente do PASUL,
nomeado pela Igreja para receber donativos em Curitiba


Fui nomeado pelo Presidente da IPRB, Pr. Advanir Alves Ferreira, para coordenar, a partir de Curitiba, o recolhimento dos donativos para serem enviados às famílias desabrigadas que estão sendo atendidas e ajudadas
pelas IPRs de Santa Catarina.

Doações de alimentos não perecíveis, roupas, calçados, colchões, etc., deverão ser encaminhadas para 3ª IPR de Curitiba - Rua Francisco Derosso, 1453 - Xaxim 81710-000 - Telefone (41)3275-6783.

Daqui, tudo será levado para Itajaí, onde o Pr. Jadilso Crispin, que tem coordenado o atendimento na região deflagrada, fará a redistribuição.

Doações em dinheiro devem ser depositadas no Bradesco, AG. 3285-9,
conta 52.732-7, em nome da PRIMEIRA IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA
DE PINHAIS.

É muito importante que as contribuições em dinheiro cheguem a nós em Curitiba, uma vez que podemos comprar aqui os produtos necessários a preços menores. Lembrando que esta é uma ação da Diretoria Executiva da IPRB.


Solicito que os pastores recolham os donativos em suas igrejas e enviem para o endereço citado. Ao enviar doações em dinheiro, entre em contato conosco por telefone:
41 9649 2212, 41 3033 5512, 41 3653 0889 ou pelo e-mail:
pr.emc12@hotmail.com

Pastor Wanderley da Silva, na região da Grande Florianópolis, faz apelo por alimentos e ajuda em favor dos atingidos pelas chuvas.

Considerando que nossos irmãos em Itajaí e outros em Blumenau foram atingidos drasticamente pelas chuvas dos últimos dias, gostaria de que nossa igreja se solidarizasse com esses queridos irmãos. Para isso, pediria que contribuíssem com donativos que deverão ser trazidos até a sede da IPR de São José, SC, para, posteriormente, serem encaminhados às referidas igrejas.

Se nada de mais grave aconteceu conosco, de
vemos usar de misericórdia e repartir o que temos com quem foi atingido e que perdeu tudo, que é o caso da maioria nas citadas cidades. Vamos empenhar e contribuir, o mais rápido que pudermos, com alimentos não perecíveis, roupas, etc. Seja generoso e Deus haverá de recompensá-lo.

Local para entrega: Rua Adão Schmidt, 68 e 98 – Barreiros
São José, SC - Fones (48) 3034-1480, 9168-6013, 9168-2211.


FONTE : WWW.IPRB.ORG.BR

domingo, 23 de novembro de 2008

SEMANA DAS ILUSTRAÇÕES


Às vezes paro pra meditar em algumas ilustrações que trazem informações e reflexões que procuro aplicar ao meu cotidiano , pois no decorrer da caminhada cristã os tropeços, as decisões mal concebidas nos fazem desabar em frustrações e pensamos que Deus não esta no processo em que nos encontramos . No ministério a mim proposto tenho deparado com muitas pessoas decepcionadas, desanimadas, desesperadas , inconformadas, decepções amorosas , amizades infidelíssimas, calúnias, difamações e ções, ções... dificuldades imensas nas variadas esferas do convívio humano chegando a se zangar com o próprio Deus. Espero que o seu caso não seja este em demasia , mas se esta vivendo circunstâncias semelhantes espero que nesta semana eu possa estar lhe ajudando. Veja alguns vídeos que considero valiosíssimos.O pastor Pr. Juanribe Pagliarin da Comunidade Paz e Vida trará nestes vídeos ilustrações muito edificantes, considero o referido pastor um dos melhores nesta técnica se podemos assim dizer , com muita unção , com certeza te ajudará neste caminhar, e te levará a ter uma vida mais prazerosa na presença deste Deus de amor que você serve .

É só clicar ao lado e ser edificado.

Pastor Isaias Gomes

ILUSTRAÇÕES QUE EDIFICAM

MEU MELHOR AMIGO DEU-ME UM SOCO

Conta uma lenda árabe que dois amigos viajavam pelo deserto e, em um determinado ponto da viagem, começaram a discutir tanto que um acabou dando um soco no rosto do outro.

O que foi agredido, sem nada dizer, escreveu na areia: HOJE, MEU MELHOR AMIGO DEU-ME UM SOCO NO ROSTO.

Mesmo ressentidos, seguiram viagem juntos e chegaram a um oásis. Enquanto se banhava num dos poços, o que havia levado o soco começou a se afogar, mas, foi salvo pelo amigo.

Ao se recuperar pegou um estilete e escreveu numa pedra: HOJE, MEU MELHOR AMIGO SALVOU-ME A VIDA!


Quando um amigo nos ofende, devemos escrever na areia, onde o vento do esquecimento e do perdão se encarregam de apagar; porém quando nos faz algo grandioso, deveremos gravar na pedra da memória do coração, onde vento nenhum do mundo poderá apagar.


Fiéis são as feridas dum amigo;
mas os beijos dum inimigo são enganosos.

Provérbios 27.6


FONTE: Autor desconhecido.
Extraído do livro: Textos Selecionados, elaborado pelo Instituto de Desenvolvimento do Potencial Humano - IDPH

terça-feira, 18 de novembro de 2008

CONSCIENCIA NEGRA



Nome: Martin Luther King Jr
Local e ano do nascimento: Atlanta-EUA, 1929
Local e ano do falecimento: Memphis-EUA, 1968

Martin Luther King Jr. era o segundo de três filhos do reverendo Martin e de Alberta Williams King
Em 1948, aos 19 anos, formou-se bacharel em Sociologia na Morehouse College. Continuando seus estudos formou-se em Teologia, em 1951, no Crozer Theological Seminary. Martin Luther King assumiu em 1954, na cidade de Montgomery, a posição de pastor na Igreja Batista. No ano seguinte, doutorou-se em Filosofia na Boston University e liderou um boicote, de duração de 381 dias, contra a segregação racial no ônibus, conseguindo a revogação da proibição através da Corte Suprema.

Com base nos princípios cristãos e em Gandhi, Martin Luther King defendia a ação não-violenta como forma de atingir seus objetivos.
Em 1960, conseguiu a liberdade, para os negros, do uso de bibliotecas, parques e lanchonetes. Em 28 de agosto de 1963 realizou com mais de 200 mil pessoas a famosa "Marcha para Washington", onde proferiu seu mais famoso discurso, "I have a dream", pedindo uma sociedade com igualdade racial. Sua luta pelos direitos civis dos negros teve continuidade com a aprovação da lei que garantia a igualdade racial de direitos (Lei dos Direitos Civis) em 1964 e no ano seguinte com a aprovação da Lei dos Direitos de Voto para os negros.
No início de 1964 foi o primeiro negro a ser considerado o "Homem do Ano" pela revista Time. No mesmo ano foi agraciado com o Prêmio Nobel da Paz, se transformando no mais jovem a conquistá-lo.
Em 1968, foi assassinado por James Earl Ray.


A história está repleta de casos de violações dos direitos humanos. Contra tais injustiças, lutaram homens e mulheres que, em comum, tiveram a disposição de combater destemidamente a desigualdade. Martin Luther King Jr. era uma dessas pessoas. A exemplo do pai da independência da Índia, Mahatma Gandhi, Luther King tornou-se defensor da filosofia da não-violência e liderou, a partir de 1955, uma campanha pacífica pela justiça para o povo negro americano.
A idéia era derrubar os preconceitos que a abolição da escravatura conseguida por Abraham Lincoln em 1863, durante a Guerra Civil Americana, não havia sido capaz de destruir. A liberdade obtida pela nova Constituição não livrou os negros da discriminação, especialmente nos estados do sul dos EUA, onde a divisão racial era amparada pela lei. Naquela época, nenhum negro podia freqüentar um restaurante reservado a brancos ou sentar em lugares reservados a eles. Após a Guerra Civil americana, a situação piorou. Todas as terras eram de propriedade dos brancos e, na prática, embora livre, a população negra manteve-se pobre e perseguida. Seis décadas depois, nascia Martin Luther King (15 de janeiro de 1929, em Atlanta, no estado da Geórgia, cidade do extremo sul dos EUA). O pai era pastor da Igreja Batista Ebenezer. Por isso, Luther King passou a infância memorizando versículos da Bíblia e cantando gospels para a congregação. E, como toda criança negra, cresceu marcado pelo preconceito racial. Ainda assim, freqüentou umas das melhores faculdades da comunidade negra do país, a Morehouse College, onde eram incentivadas as discussões sobre problemas sociais. Lá, por influência do presidente da faculdade, que acreditava que a Igreja teria um papel decisivo a desempenhar na sociedade americana, Martin deixou de lado a idéia de ser médico ou advogado. Assim, aos 17 anos, foi ordenado e tornou-se pastor assistente da igreja de seu pai. Mas não parou de estudar. Dois anos depois, graduou-se em Sociologia na Morehouse College e ingressou no Seminário de Crozer, na Pensilvânia, no norte dos EUA, onde leu trabalhos de famosos teólogos e filósofos, entre eles Henry Thoreau, um abolicionista. Formou-se em Teologia como o melhor aluno de sua classe e, depois, iniciou o doutorado na Universidade de Boston.

O início da luta
Foi nessa época que conheceu Coretta Scott, uma estudante de Música, com quem se casou em 18 de junho de 1953. No ano seguinte, aceitou o convite para pastorear a Igreja Batista da avenida Dexter, em Montgomery, no Alabama, estado situado no Sul, foco dos maiores conflitos raciais do país. Em 1955, já doutor em Teologia (quando passou a ser conhecido como o "reverendo" King), Martin via a comunidade negra totalmente submissa, com medo de lutar contra as injustiças raciais. Os ônibus da cidade eram guiados somente por motoristas brancos, e só os últimos bancos eram permitidos aos negros. No dia 1º- de dezembro de 1955, uma garota negra chamada Rosa Parks embarcou num ônibus e se recusou a dar lugar para um passageiro branco. A prisão de Rosa levou Luther King e seus seguidores a iniciar, no dia 5 de dezembro, um boicote contra os serviços rodoviários de Montgomery. Com a manutenção do boicote por quase um ano, as autoridades racistas usaram uma velha lei antiboicote para acabar com o movimento e prender 89 pessoas, incluindo Martin Luther King. Inspirados pelo sucesso do boicote em Montgomery, outros movimentos começaram a se espalhar, protestando contra a discriminação racial no Sul, e tornaram-se o ponto de partida da cruzada de Luther King, que usava o amor, a oração e o discurso como uma ação direta contra a violência física. No lançamento de seu livro A Caminho da Liberdade, sofreu um atentado durante uma sessão de autógrafos. Uma mulher negra, de meia-idade, com passagens em vários hospitais psiquiátricos, cravou um abridor de cartas em seu peito. Levado às pressas para o hospital, King sofreu uma cirurgia extremamente delicada e sobreviveu. Participou de várias marchas de protesto e, como resultado, aos poucos foi somando conquistas.

Ajudou a acabar com a segregação racial nas escolas, restaurantes, bares e outros locais, e sua ação foi fundamental na decisão do governo dos EUA de tornar prioritária a questão dos direitos civis. Em 28 de agosto de 1963, King reuniu 250 mil pessoas na Marcha sobre Washington. Deixando de lado suas anotações, fez, das escadarias do Lincoln Memorial, aquele que foi tido como o maior discurso do movimento pelos direitos civis: "I had a dream" ("Eu tive um sonho"). Orador apaixonado e persuasivo, considerado por muitos como o melhor dos Estados Unidos, Luther King tornou-se capa da revista Time de 3 de janeiro de 1964, recebendo o título de Homem do Ano de 1963. Os atentados a bomba, as execuções de negros e outros atos de violência continuaram, mas a história tomou um rumo sem volta. No dia 2 de julho de 1964, o presidente americano Lyndon Johnson assinou o Ato dos Direitos Civis e foi à televisão. "Aqueles que antes eram iguais perante Deus serão agora iguais nas seções eleitorais, nas salas de aula, nas fábricas e nos hotéis, nos restaurantes, cinemas e outros lugares que prestem serviços ao público", disse Johnson. Em outubro de 1964, King recebeu o Prêmio Nobel da Paz e iniciou uma nova luta: uma campanha de registro nas juntas eleitorais. Para garantir o direito, o governo federal interveio e presidente Lyndon Johnson assinou, em 1965, a Carta dos Direitos do Voto. Em abril de 1968, em meio a diversas manifestações violentas do movimento Black Power (Poder Negro) em cidades como Chicago, Boston, Los Angeles e Filadélfia, Martin Luther King foi a Memphis para dar apoio a trabalhadores negros que lutavam pela igualdade salarial.

No dia 3 de abril, na véspera do protesto, ele proferiu seu último discurso, profético - "I see the promise land" ("Eu vejo a terra prometida") - na sede da Igreja de Deus em Cristo, a maior denominação pentecostal americana africana dos EUA. No dia 4, à noite, King estava no terraço do hotel, quando foi atingido no pescoço por um tiro disparado do telhado de um prédio vizinho. Gravemente ferido e levado às pressas para o hospital, Martin Luther King, aos 39 anos, morreu uma hora depois. Seu funeral, realizado no dia 8 de abril, foi acompanhado por sua mulher e seus quatro filhos, e assistido pela TV por 120 milhões de americanos. Sobre a sepultura, gravadas na lápide de mármore, as palavras de uma velha canção de escravos: "Free at last, free at last/Thank God Almighty/I´m free at last" ("Finalmente livre, finalmente livre/Obrigado Deus Todo-Poderoso/Finalmente sou livre).

http://groups.msn.com/AfrodescendentesnasIgrejasEvangelicas/senecon.msnw

REFLEXAO DAS PERSEGUIÇOES AOS CRISTAOS


Perseguição judaica

O Novo Testamento informa que os cristãos primitivos sofreram perseguição nas mãos das lideranças judaicas de seu tempo, começando pelo próprio Jesus Cristo.Os primeiros cristãos nasceram e se desenvolveram sob o judaísmo, na medida em que o cristianismo começa como uma seita do judaísmo. As primeiras perseguições judaicas aos cristãos devem ser entendidas, então, como um conflito sectário – judeus perseguindo judeus por causa da heterodoxia. Várias outras seitas judaicas da época, no entanto, como os essênios, foram tão heterodoxas quanto a seita cristã.De acordo com os textos do Novo Testamento, a perseguição aos seguidores de Jesus continuou após a sua morte. Pedro e João foram presos por lideranças judaicas, incluindo o sumo-sacerdote Anás, que os libertou mais tarde (Atos 4.1-21). Numa outra ocasião, todos os apóstolos foram presos pelo sumo-sacerdote e outros saduceus, mas, segundo o relato neotestamentário, teriam sido libertados por um anjo (Atos 5.17,18). Após escaparem, os apóstolos foram novamente pegos pelo Sinédrio, mas, desta vez, Gamaliel – um fariseu bem conhecido da literatura rabínica – convenceu o concílio a libertá-los (Atos 5.27-40).

Perseguição romana

Perseguições narradas no Novo Testamento

De acordo com o Novo Testamento, a crucificação de Jesus foi autorizada por autoridades romanas e executada por soldados romanos. Há também o registro de que Paulo, em suas viagens missionárias, foi várias vezes preso por autoridades romanas. O texto do Novo Testamento não relata o que aconteceu com Paulo, mas a tradição cristã afirma ter sido ele executado em Roma, decapitado e/ou queimado.


A última prece dos mártires cristãos,

de Jean-Léon Gérôme (1883).

Perseguição sob o Império Romano

Perseguição sob Nero, 64-68

Cristãos sendo usados como tochas humanas, na perseguição sob Nero, por Henryk Siemiradzki, Museu Nacional, Cracóvia, Polônia, 1876.

O primeiro caso documentado de perseguição aos cristãos pelo Império Romano relaciona-se a Nero. Em 64, houve um grande incêndio em Roma, destruindo grandes partes da cidade e devastando economicamente a população romana. Nero, cuja sanidade já há muito tempo havia sido posta em questão, era o suspeito de ter intencionalmente ateado fogo. Em seus Annales, Tácito afirma que “para se ver livre do boato, Nero prendeu os culpados e infligiu as mais requintadas torturas em uma classe odiada por suas abominações, chamada cristãos pelo populacho”[1].

Ao associar os cristãos ao terrível incêndio, Nero aumentou ainda mais a suspeita pública já existente e, pode-se dizer, exacerbou as hostilidades contra eles por todo o Império Romano. As formas de execução utilizadas pelos romanos incluíam crucificação e lançamento de cristãos para serem devorados por leões e outras feras selvagens. Os Annales de Tácito informam: “... uma grande multidão foi condenada não apenas pelo crime de incêndio mas por ódio contra a raça humana. E, em suas mortes, eles foram feitos objetos de esporte, pois foram amarrados nos esconderijos de bestas selvagens e feitos em pedaços por cães, ou cravados em cruzes, ou incendiados, e, ao fim do dia, eram queimados para servirem de luz noturna”.[2]

Perseguição até o início do quarto século

Em meados do século II, não era difícil encontrar grupos tentando apedrejar os cristãos, incentivados, muitas vezes, por seitas rivais. A perseguição em Lyon foi precedida por uma turba violenta que pilhava e apedrejava casas cristãs[3]. Luciano de Samósata fala-nos de um elaborado e bem-sucedido embuste perpetrado por um “profeta” de Asclepius, no Ponto, fazendo uso de uma cobra domesticada. Quando os rumores estavam por desmascarar sua fraude, o espirituoso ensaísta nos informa, sarcasticamente:

ele promulgou um edito com o objetivo de assusta-los, dizendo que o Ponto estava cheio de ateus e cristãos que tinham a audácia de pronunciar os mais vis perjúrios sobre ele; a estes, ele os expulsaria com pedras, se quisessem ter seu deus gracioso.[4]

As perseguições estatais seguintes foram inconstantes até o terceiro século, apesar do Apologeticum de Tertuliano (197) ter sido escrito ostensivamente em defesa de cristãos perseguidos e dirigido aos governantes romanos.

A primeira perseguição que envolveu todo o território imperial aconteceu sob o governo de Maximino, apesar do fato de que apenas o clero tenha sido visado. Foi somente sob Décio, em meados do segundo século, que a perseguição generalizada – tanto ao clero quanto aos leigos – tomou lugar em toda a extensão do Império. Gregório de Tours trata deste tema em sua História dos Francos, escrita no final do século VI:

“Sob o imperador Décio, muitas perseguições se levantaram contra o nome de Cristo, e houve tamanha carnificina de fiéis que eles não podiam ser contados. Bábilas, bispo de Antioquia, com seus três filhos pequenos, Urbano, Prilidan e Epolon, e Sisto, bispo de Roma, Laurêncio, um arqui-diácono, e Hipólito tornaram-se perfeitos pelo martírio porque confessaram o nome do Senhor.”[5]

Apesar de confundir as épocas de perseguição (pois menciona, ao mesmo tempo, personagens que foram martirizados sob Maximino, Valeriano e Décio), o testemunho de Gregório mostra o quanto o tema da perseguição marcou o imaginário da Igreja nos primeiros séculos.

A última prece dos mártires cristãos, de Jean-Léon Gérôme (1883).

O clímax da perseguição se deu sob o governo de Diocleciano e Galério, no final do século terceiro e início do quarto. Esta é considerada a maior de todas as perseguições. Iniciando com uma série de quatro editos proibindo certas práticas cristãs e uma ordem de prisão do clero, a perseguição se intensificou até que se ordenasse a todos os cristãos do Império que sacrificassem aos deuses imperiais, sob a pena de execução, caso se recusassem. No entanto, apesar do zelo com que Diocleciano perseguiu os cristãos na parte oriental do Império, seus co-imperadores do lado ocidental não seguiram estritamente seus editos, o que explica que cristãos da Gália, da Espanha e da Britânia praticamente não tenham sido molestados.

A perseguição continuou até que Constantino I chegasse ao poder e, em 313, legalizasse a religião cristã. Entretanto, foi somente com Teodósio I, no final do século quarto, que o cristianismo se tornaria a religião oficial do Império.

Edward Gibbon, em seu Declínio e Queda do Império Romano, estima que o número de mortos nesta última perseguição tenha chegado a mil e quinhentos, “num sacrifício anual de 150 mártires”.

Perseguição fora do Império Romano (até o séc. V)

Entre os persas

Em virtude das hostilidades entre o Império Romano e o Império Sassânida, os cristãos acabaram por ser perseguidos pelos persas a partir do ano 337, por serem tidos como traidores amigos de uma Roma cada vez mais cristianizada. Em 341, Sapor II ordenou o massacre de todos os cristãos na Pérsia.

Entre os godos

Nos séculos terceiro e quarto, missionários cristãos (especialmente Ulfilas) levaram muitos godos à conversão ao cristianismo ariano. Isto provocou uma reação em favor da religião gótica. Assim, o rei gótico Atanarico iniciou uma política de perseguição aos cristãos, levando muitos deles à morte[6].

Fonte :http://pt.wikipedia.org

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

CAMPANHA DE LIBERTACAO NA 5ª FEIRA AS 20:00HS

CAMPANHA DA MULTIPLICAÇÃO
(II Reis 4:7) - Então veio ela, e o fez saber ao homem de Deus; e disse ele: Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos vivei do resto.

Uma das mulheres que houvera sido casada com um dos filhos dos profetas , pois seu marido falecido havia lhe deixado de herança apenas dívidas , a situação era constrangedora pois estava a beira de seus filhos serem levados como escravos pelos credores . A dívida era alta não havia recursos suficientes , pode-se imaginar a humilhação da cobrança, a falta do suprimento necessário em casa , ela não tinha nada aparentemente . A alternativa foi recorrer àquele que era o representante do sobrenatural na terra (o Deus eterno) , resolve então derramar-se diante de Elizeu o profeta da época reivindicando então o direito da promessa de Deus aos escolhidos na qual o próprio salmista diz:"Fui moço e estou velho mas nunca vi um justo mendigar o pão", Diante do lamento da viúva aflita Elizeu pergunta: "o que tens em casa?" , creiamos que ela fez uma retrospectiva rápida e lembrou-se que havia uma botija de azeite , um vaso pequeno que continha nada mais que um litro de azeite , diante da comprovação fisica material , uma substância simbolizando o aspecto físico de um ato de devoção a Deus , pois é fato que Deus naõ precisa de nada para fazer acontecer o milagre mas quer que em meio as dificuldades acreditemos que sempre resta pelo menos um pouquinho de fé que resultará na abundãncia em meio as turbulências da vida , a amizade e bom relacionamento com os vizinhos proporcionou um caminho mais aberto para a multiplicação pois se os vizinhos não tivessem ajudado emprestando as vazilhas não teria como a multiplicação ser efetuada , isto reflete o valor que Deus dá aos bons relacionamentos . O Azeite que era pouco abundou de tal forma que todas as vasilhas foram cheias , quando a mulher vai até Elizeu e reclama: "o azeite parou" !! O profeta responde : "Vai vende , paga tua dívida , e vivei do resto ". Esta história reflete o cristão na sua luta diária e o refúgio ante as dificuldades . Deus está preocupado com a necessidade de cada um , com o suprimento , as dívidas à pagar , a paz no convívio familiar , está querendo sempre escrever uma nova história de vitórias e de milagres . E você?"O que você tem em casa?". Venha participar da campanha: R. Gen . Marcondes Salgado , 420 - Vila Melo - São Vicente -São Paulo - próx ao Extra Hipermercados .

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Halloween
mais uma maldição importada
texto do pastor Mario Arruda ao jornal aleluia
título adaptado por : Pr Isaias Gomes

Qual seria a necessidade de um estudo sobre o Halloween,
se esta é uma festa americana e de alguns países europeus?
Apesar desta festividade não ser muito conhecida pela maioria
das pessoas no Brasil, ela vem ganhando grande espaço
em nossa cultura através de escolas primárias,
escolas de inglês, TV, clubes, etc.

O que são as festas de Halloween? O Halloween acontece nas noites dos dias 31 de outubro que são geralmente celebradas com festas à fantasia, fogueiras e com crianças vestidas de monstros, fantasmas, bruxas, etc., as quais saem de casa em casa pedindo doces (brincadeira de "trick or treat", "travessuras ou doces").


Simbolismos e suas origens

Definição: "Hallowed" é uma palavra do Inglês antigo que significa "santo", e "een" também de origem inglesa significa "noite", então o significado é "Noite Santa" ou "All Hallows Eve", "Noite de Todos os Santos".

O dia 31 de outubro

O dia 31 de outubro não é uma escolha por acaso. No calendário celta, este é um dos quatro principais dias de descanso das bruxas, os quatro dias de "meio trimestre". O primeiro, 2 de fevereiro, conhecido como Dia da Marmota, honrava a Brigite, a deusa pagã da cura. O segundo, um feriado de maio chamado Beltane, era, entre os bruxos, o tempo de plantar. Neste dia os druidas executavam ritos mágicos para incentivar o crescimento das plantações. O terceiro, uma festa de colheita em agosto, era comemorado em honra ao deus sol, a divindade brilhante, Lugh. Esses três primeiros dias marcavam a passagem das estações, o tempo de plantar e o tempo de ceifar, bem como o tempo da morte e ressurreição da terra. O último, Samhain, marcava a entrada do inverno. Nesse tempo, os druidas executavam rituais em que um caldeirão simbolizava a abundância da deusa. Dizia-se que era tempo de "estado intermediário", uma temporada sagrada de superstição e de conjurações de espíritos.

Para os druidas, 31 de outubro era a noite em que Samhain voltava com os espíritos dos mortos. Eles precisavam ser apaziguados ou agradados; caso contrário, os vivos seriam ludibriados. Acendiam-se enormes fogueiras nos topos das colinas para afugentar os espíritos maus e aplacar os poderes sobrenaturais que controlavam os processos da natureza. Recentemente alguns imigrantes europeus, de um modo especial os irlandeses, introduziram o Halloween nos Estados Unidos. No final do século passado, seus costumes se haviam tornado populares. Era ocasião de infligir danos às propriedades, e consentir que se praticassem atos diabólicos não tolerados noutras épocas do ano

A Igreja Católica celebrava originalmente o "Dia de Todos os Santos" no mês de maio e não dia 1 de novembro como é feito atualmente. O Papa Gregório III, em 835, tentando apaziguar a situação nos territórios pagãos recém conquistados no noroeste da Europa, permitiu-lhes combinar o antigo ritual do "Dia de Samhain" ou "Vigília de Samhain" (algo parecido com o que os católicos fizeram no Brasil com os deuses africanos e os santos da igreja no tempo da escravidão). O Panteão de Roma, templo edificado para adoração de uma multiplicidade de deuses, foi transformado em igreja. Os cristãos celebravam ali o dia dos santos falecidos no dia posterior ao que os pagãos celebravam o dia de seu Senhor dos Mortos.

Druidas

Estes eram membros de um culto sacerdotal entre os celtas na antiga França, Inglaterra e Irlanda que adoravam deuses semelhantes aos dos gregos e romanos, mas com nomes diferentes. Pouco se sabe sobre eles, pois os sacerdotes passavam seus ensinamentos apenas oralmente jurando e fazendo jurar segredo. Algumas práticas porém são conhecidas. Eles moravam nas florestas e cavernas, e diziam dar instruções, fazer justiça e prever o futuro através de vôo de pássaros, do fogo, do fígado e outras entranhas de animais sacrificados. Os druidas também ofereciam sacrifícios humanos e tinham como sagrados a lua, a "meia-noite", o gato, o carvalho, etc. Os druidas foram dizimados pelos romanos na França e Inglaterra antes do final do primeiro século, mas continuaram ativos na Irlanda até o quarto século.

Bruxas e fantasmas

Os antigos druidas acreditavam que em uma certa noite (31 de outubro), bruxas, fantasmas, espíritos, fadas, e duendes saiam para prejudicar as pessoas.

Lua cheia, gatos e morcegos

Acreditava-se que a lua cheia marcava a época de praticar certos rituais ocultos. O gato estava associado as bruxas por superstição. Acreditava-se que as bruxas podiam transferir seus espíritos para gatos, então acreditava-se que toda bruxa tinha um gato. O gato era tido como "um espírito familiar" e muitos eram mortos quando se suspeitava ser uma bruxa. Os druidas também tinham os gatos como animais sagrados, acreditando terem eles sido seres humanos transformados em gatos como punição por algum tipo de perversidade. Representavam portanto seres humanos encarnados, espíritos malvados, ou os "espíritos familiares" das bruxas. A cor do gato originalmente não era um fator importante. O morcego, por sua habilidade de perseguir sua presa no escuro, adquiriu a reputação de possuir forças ocultas. O mamífero voador também possuía as características de pássaro (para o ocultismo, símbolo da alma) e de demônio (por ser noturno). No período medieval acreditava-se que demônios transformavam-se em morcegos.

Cabeças de Abóbora ("Jack-o-lanterns")

A lanterna feita com uma abóbora recortada em forma de "careta", veio da lenda de um homem notório chamado Jack, a quem foi negada a entrada no céu, por sua maldade, e no inferno, por pregar peças no diabo. Condenado a perambular pela terra como espírito até o dia do juízo final, Jack colocou uma brasa brilhante num grande nabo oco, para iluminar-lhe o caminho através da noite. Este talismã (que virou abóbora) simbolizava uma alma condenada.

"Travessuras ou Doces" - "Trick or Treat"

Acreditava-se na cultura celta que para se apaziguar espíritos malignos, era necessário deixar comida para eles. Esta prática foi transformada com o tempo e os mendigos passaram a pedir comida em troca de orações por quaisquer membros mortos da família. Também neste contexto, havia na Irlanda a tradição, que um homem conduzia uma procissão para angariar oferendas de agricultores, a fim de que sua colheitas não fossem amaldiçoadas por demônios. Uma espécie de chantagem, que daí deu origem ao "travessuras ou doces" "Trick or Treat".

As máscaras e fantasias

As máscaras têm sido um meio de supersticiosamente afastar espíritos maus ou mudar a personalidade do usuário e também de comunicação com o mundo dos espíritos. Acreditava-se enganar e assustar os espíritos malignos, quando vestidos com máscaras. Também em outras culturas pessoas tem usado máscaras para assustar demônios que acreditavam trazer desastres como epidemias, secas, etc. Grupos envolvidos com magia negra e bruxaria também usam máscaras para "criar uma ligação" com o mundo dos espíritos.

As fogueiras

A palavra inglesa para fogueira (de acampamento, festas, etc.) é "Bonfire". Alguém pode até pensar que quer dizer "fogo bom", mas na verdade vem de "Bone" (osso) + "Fire" (fogo). Nas celebrações da "Vigília de Samhain" nos dias 31 de outubro, os druidas acreditavam poder ver boas coisas e mal agouros do futuro através do fogo. Nestas ocasiões, os druidas construíam grandes fogueiras com cestas de diversos formatos e queimavam vivos prisioneiros de guerra, criminosos e animais. Observando a posição dos corpos em chama, eles diziam ver o futuro.

As cores laranja e preta

As cores usadas no Halloween, o laranja e o preto, também tem sua origem no oculto. Elas estiveram ligadas a missas comemorativas em favor dos mortos, celebradas em novembro. As velas de cera de abelha tinham cor alaranjada, e os esquifes eram cobertos com tecidos pretos.


O Halloween hoje

Vejamos agora a celebração atual do Halloween. Não é uma temática de trevas, morte, medo, ameaças, destruição e mal? Há bruxas, vassouras, morcegos, corujas, esqueletos, morte e monstros. Há lugares do mundo (cada vez mais) em que as crianças se disfarçam de demônios, bruxas e fantasmas, e saem à rua quando já está escuro, para repetir o que faziam os Druidas: pedir comida – só que agora pedem guloseimas e, em vez de maldições, ameaçam com travessuras. No Halloween há adivinhações, velas e invocação de espíritos. Há sacrifícios de cães, gatos, ratos, galinhas, cabras e até de seres humanos! Podemos pensar: "não é para levar isso tão a sério". No entanto, o maligno leva a sério, e Deus também.


O que a Bíblia diz

  • Sobre o culto ao medo: 2Tim 1:7

  • Sobre um dia especial dedicado ao mal: Salmos 118:24

  • O que Deus pensa dessa práticas e seus praticantes: Deut.18:9-14; Isa. 8:19; Lev. 19:26, 31; 20:6-8; 20:27;

  • Sobre as chantagens da esmola: Salmo 37:25

  • No Novo Testamento: Gal. 5:19-21; Apoc. 21:8; 22:15

Nossa resposta: Rom. 12:2; 1João 4:4; Efés. 6:12; 1Pedro 5:8-9; 2Cor. 2:11


Refletindo ...

Existe algo de ruim nisto?

Quer dizer que esta simples festividade com pessoas e crianças se fantasiando, pedindo doces é um remanescente de antigas práticas de magia negra, culto aos mortos e outras coisas sinistras?


Tire suas conclusões:

Nos Estados Unidos foram proibidas as orações públicas. O princípio do sectarismo tirou das escolas a celebração do Natal. Mas o Halloween permanece.

O abrigo de gatos de Chicago tem uma procura muito grande de gatos pretos durante os festejos de Halloween. Temendo que os gatos estivessem sendo usados em rituais macabros pelos que se auto-proclamam bruxos, a Sociedade Protetora de Animais excluiu a adoção durante essa temporada.

No Brasil e no mundo estão aparecendo pessoas se auto-intitulando bruxos. Simbolismo apenas? Pense em alguns símbolos e analise-os. Há algum significado? Há alguma importância? Há alguma influência? Exemplo: bruxas, fantasmas, cabeças de abóbora, fantasias macabras, etc.

Deve uma igreja acolher tais festividades?

Deve um crente participar de tais festividades? Hoje, mais e mais casos de sacrifícios humanos ocorrem no mundo ocidental justamente nesta época.

Em Jeremias 10.2, lemos: "Não aprendais o caminho das gentes". Uma pessoa que deseja agradar a Deus deveria dedicar seu tempo e apoio a celebrações como esta? Deveria permitir que seus filhos participem nas atividades populares relacionadas com esse festival pagão? Estamos cultivando os frutos do Espírito ou permitindo que ocasiões como esta nos façam cultivar uma tendência à idolatria, inimizade, luta, ciúmes, ódio e egoísmo (Gl 5.19-23)? O Halloween promove o amor a Deus e a Seu Filho Jesus ou nos envolve com demônios, bruxarias e uma quantidade de outras atividades que são especificamente condenadas na Bíblia?

O Halloween nunca foi uma festividade cristã e não tem lugar na vida de um crente que nasceu de novo em Cristo Jesus. Na verdade, é uma abominação ao Senhor, e devemos tomar uma posição firme contra essa festa e tudo aquilo que ela encerra. Vemos que sua história é claramente pagã, e que a expressão moderna também o é.

Publicado no Jornal Aleluia de outubro de 2003

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Quinta feira é noite de Vitória na IPR de São Vicente




Estamos na Campanha Buscando o impossível , Jacó foi abençoado porque desejou ardente mente o direito das bençãos ele sabia que se tivesse o direito da primogenitura Deus estaria com ele , enquanto Esaú em um momento de cansaço e fome desprezou o direito que era dele , Jacó sofreu as conseqüências do engano mas ganhou as bençãos e as promessas de Deus para si e a posteridade, coisas impossíveis aconteceram na vida dele , Deus pode fazer as impossibilidades se transformarem em possibilidades .



Quinta feira às 20:00 hs
R: Gen Marcondes Salgado ,12
São Vicente
Próx ao EXTRA .

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

INICIO DE UMA JORNADA DE EVANGELIZAÇÃO NAS ESCOLAS DE SÃO VICENTE





Nesta semana o pastor Isaias Gomes e equipe deu início a mais uma caminhada de evangelização pelas escolas e centros educacionais da cidade de São Vicente. Milhares de crianças , adolescentes e jovens serão alcançados com a palavra de Deus através do filme THE GODMAN da AME evangelizar e ESCOLHAS da Cruzada estudantil. Os alunos receberão a revista Esperança e Livro da vida , onde contém mensagens impactantes referente ao contexto vivido no cotidiano da juventude . No dia 17 de setembro o CER do bairro Cascatinha recebeu a visita do pastor Isaias , sendo muito bem recepcionado pelos alunos e professores , sendo convidado para participar de um delicioso almoço juntamente com os alunos . A Helena coordenadora agradeceu o trabalho realizado numa atitude de entusiasmo pela atençao dos alunos .



quarta-feira, 27 de agosto de 2008

A música na Igreja

O louvor na igreja é algo que toma uma parte importante de nosso culto , um culto sem musica certamente ficaria sem tempero , e ao discorrer as páginas das sagradas escrituras veremos que a musica alegra tanto o coração do homem como o de Deus , como vemos na palavra; "Deus habita no meio dos louvores " , "quem está alegre cante" , mas nos últimos dias tenho olhado com preocupação esse lado na igreja , pois tenho visto que alguns se intitulam ministro de louvor , levitas e outros termos mais que não é configurado em nosso sistema de administração de igreja , e nem sequer no novo testamento , isto é , na graça , vemos tais cargos ou ministérios sendo priorizados ou nomeados , mas o pior de tudo isso é que esses músicos ensoberbecem-se tanto ao ponto de minorizarem a pessoa do anjo da igreja o pastor , que tem sim a incumbência diante de Deus de zêlo pelo rebanho que Deus a ele confiou , os espetáculos , cheios de técnicas e escalas ilariantes que as vezes tinem aos ouvidos daqueles que estão na igreja a muitos anos , e por isso anciãos , mas nem sequer são respeitados quando pedem: "da pra cantar o hino tal", pois é , esses hinos que os tocaram quando nas suas conversões, existem caretas na igreja ? é verdade dizem que existe . Mas a preocupação é ; onde está a unção ? Esses dias conheci alguém que se diz levita ministro de louvor , alguém lhe perguntou , em quem você se inspira ? em tom de segurança ele repondeu: Roling Stones , Bob Marley ,entre outros , quando ouvi isso fiquei pensando , que momento gospel estamos vivendo , ninguém esta nem ai com a Santidade , o importante é que eu cresça e apareça , esquecendo-se que o louvor enriquecido com a graça de Deus , a oração e jejum , trará uma unção especial capaz de promover curas e libertação , mas quando isso falta , certamente ficará só no show , e as pessoas quando chegarem em casa após um culto , vão ter a sensação de que voltaram de um show , e aqueles que ja´tiveram esta experiência sabem muito bem o que é isto , VAZIO . Deus abençoe a todos .

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Congresso do grupo de Mulheres da IPR em Jacupiranga

Dia 19 de Setembro a partir das 19:00 hs , o grupo de mulheres da Igreja Presbiteriana Renovada de Jacupiranga estará realizando o seu congresso sobre o tema "(Jeremias 18:2) - Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras" , igreja esta sob a direção do Pastor Gilberto ,nesta oportunidade o Pastor Isaias Gomes estará Ministrando a palavra de Deus , todos são cordialmente convidados .
Endereço: Rua Guará, 627 - Bairro: Flor da Vila - Jacupiranga

EVENTO DOS VARÕES DE DEUS DA 3ª IPR DE OSASCO

No Próximo dia 29 de Agosto o pastor Isaias Gomes estará ministrando a palavra na 3ª Igreja Presbiteriana Renovada de Osasco , na Rua Antonio Benedito Ferreira , 671 - Bairro Munhoz Junior , nesta oportunidade estará ministrando sobre o tema proposto "(Jeremias 18:6) - Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel. " Todos são cordialmente convidados para esta festividade que será realizado no dia 29, 30 e 31 de Agosto, sempre a partir das 19:00 hs .

segunda-feira, 28 de julho de 2008

O EVANGELHO GENUINO


A busca da verdade é uma corrida que leva a desesperada e ociosa crítica polemizar quem está desenvolvendo e trazendo almas aos pés de Cristo. Pessoas que propõe pregar o evangelho , usando artifício considerado inadequado aos padrões tradicionais para que sua voz seja melhor ouvida, e que o resultado seja melhor, para que muito mais pessoas sejam atingidas com a pregação e propagação do evangelhoe o tempo seja melhor administrado , já que o tempo se aproxima e resta-nos pouco tempo e a cada segundo milhares de almas estão caindo na perdição ,esses vivem às pedradas de intelectuais que perderam a fé , eles soldados a crença tradicional dos moldes de liturgia refinada com roteiros pré estabelecidos que muitas vezes impedem a ação soberana, e reprime a liberdade, para que o Espírito Santo possa agir mais expressivamente, condenam às "novidades" que a liberdade ao Espírito Santo e uma vida de oração e jejum, faz com que os olhos espirituais sejam abertos e coisas insondáveis ao homem sejam reveladas. A bíblia mostra que o evangelho genuíno não é aquele rotulado por homens com frase tipo "pregamos o evangelho genuíno", mas aquele revelado a pessoas humildes de conhecimento mínimo , às vezes iletrados e indoutos , como no caso de Pedro nosso irmão amado que, na sua humilde pregação a multidão teve o coração traspassado com a autoridade de suas palavras , que não eram dele, mas ele foi o canal, e o próprio Jesus deixou em sua oração as seguintes palavras >"graças te dou pai , porque, ocultastes estas coisas aos sábios e entendidos e revelastes aos pequeninos", não que os intelectuais não tenham direito de conhecimento do evangelho , mas para que este mistério do evangelho genuíno seja claro , devemos reconhecer que Deus às vezes age de forma inusitada. Uma experiência me marcou , um pastor presidente de uma das facções das Assembléia de Deus estava em uma convenção e foi acometido de uma forte dor de cabeça , tomando medicamentos a dor não cessava , um irmão ao qual ele condenava seu modo de orar pelos enfermos , pois o irmão ao invés de ungi-los exteriormente pedia para que a pessoa tomasse uma colherzinha daquele óleo de unção, estava presente naquela reunião, e alguém questionou: e ai pastor que tal pedir para que o irmão fulano ore por ti , o pastor diante do sofrimento consentiu , no exato momento a dor de cabeça foi embora , o reconhecimento foi imediato do pastor então , esses dias vi na internet e quem quizer poderá também ver (www.makiasantos.com.br) um jovem pastor sendo usado por Deus com curas e sinais prodigiosos que o cético dirá isso não é de Deus , vi uma irmã sendo curada de um cancer no ovário e aquele cancer sendo colocado pra fora de uma forma sobrenatural , nem na bíblia vi tal milagre . Até quando vamos ficar a procura do evangelho genuíno ? Até quando os evangélicos vão ficar criticando evangélicos ? Acredito eu que os evangélicos mais do que nunca devem se unir em torno de um só objetivo , ganhar nossa nação e o mundo para Jesus , abrir a visão enchergar mais longe esquecer um pouco o intelectualismo teológico que faz com que a ociosidade espiritual impere , e dar mais vazão a simplicidade do evangelho , não que considere a ciência teológica um agravo , mas da forma com que isso esta se conduzindo daqui a pouco teremos semi-Deuses na igreja , pois ja temos doutor em divindade , apóstolo e dentre outras qualificações que nada mais é do que a pura soberba humana ofuscando a glória de Deus , enquanto vemos pessoas simples trabalhando e buscando os dons espirituais e o poder de Deus no qual traz sabedoria e conhecimento, o apóstolo Paulo simplificou isso muito bem quando disse: (Romanos 1:16) - "Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego". Poder de Deus , esse é o evangelho genuíno.

Pr Isaias Gomes